Alimentação preventiva contra o câncer

Ao longo dos últimos anos, a ciência tem mostrado que a capacidade do nosso corpo de prevenir e mesmo a tratar os diversos tipos de cânceres pode ser estimulada com uma alimentação saudável, exercício físico e controle de peso.

Uma dieta variada, rica em verduras, legumes frutas e grãos, e moderada no que diz respeito ao consumo de carnes e alimentos processados fornece vitaminas, minerais, fibras e substâncias protetoras com compostos bioativos, chamados fitoquímicos, com potente ação contra câncer e diversas outras doenças. Eles podem eliminar toxinas do corpo antes que elas causem danos nas células que podem levar ao câncer. Outros parecem tornar mais fácil para o corpo fazer reparos no nível celular. Outros ainda podem dificultar a reprodução das células cancerosas.

Vegetais verdes e brancos, como cebola, alho, cebolinha, alho-poró, contêm sulfito, que tem ação cardioprotetora, inibe formação de radicais livres e diminui a oxidação do colesterol, reduzindo risco de doenças cardiovasculares, além de diversos tipos de cânceres.

Brócolis, couve de Bruxelas, couve-flor, repolho contêm sulforafanos e indols, ajudam nosso organismo a eliminar toxinas, reduzindo a formação de compostos responsáveis por danos celulares envolvidos na formação de tumores.

Os vermelhos, como tomate, melancia, goiaba vermelha, que contêm licopeno, têm efeito protetor contra a doença cardiovascular e o câncer, efeito vasodilatador e anti-inflamatório, e ajudam a reduzir os níveis de colesterol. Os tipos de câncer mais relacionados inversamente com ingestão de licopeno são os do aparelho digestivo, pulmão, pâncreas e próstata.

Vegetais vermelho-arroxeados como açaí, ameixa, amora, cereja, figo, framboesa, uva, maçã, morango e acerola, repolho roxo, batata roxa, berinjela, contêm antocianinas, que participam da inibição do crescimento das células cancerígenas, possuem propriedades anti-inflamatórias e grande potencial em reduzir o risco de desenvolvimento da aterosclerose.

Vegetais laranjas e amarelos, como melão, nectarina, laranja, papaia, pêssego, maçã, além do chá verde, contêm flavonóides, que previnem a formação de radicais livres e combatem os radicais livres já formados, previnem formação de compostos que possam causar dano celular. Sua ingestão tem sido associada com a prevenção de doença cardiovascular, câncer, doença pulmonar obstrutiva crônica ou doenças neurodegenerativas.

Vegetais amarelos e verdes, como espinafre, brócolis e repolho, kiwi, abobora e abobrinha, contêm luteína e zeaxantina, que atuam na diminuição do risco de catarata e de degeneração macular associada a idade.  Fazem parte do pigmento ocular, previnem oxidação da retina e das proteínas do cristalino, atuam como filtro de luz solar, diminuindo a formação de radicais livres.

Conclusão: uma boa opção para ajudar a prevenir diversos tipos de cânceres é aumentar o consumo de frutas, legumes e verduras. Que tal seguir a recomendação da organização mundial da saúde, de ingerir pelo menos 5 porções ou 400g de frutas, legumes e verduras ao dia? Não se esqueça de variar sempre o tipo e cor dos vegetais! Sua saúde agradece!

Lara Natacci

Nutricionista, PhD. CRN 5738 (SP)

Mestre e doutora em Ciências pela Faculdade de Medicina da USP. Pós-doutoranda em Nutrição pela Faculdade de Saúde Publica da USP. Certificada em Coaching de Saúde e Bem Estar pelo American College of Spports and Medicine – ACSM. Fez especialização em Transtornos Alimentares na Universidade de Paris V, em Bases Fisiológicas da Nutrição no Esporte pela UNIFESP e em Nutrição Clínica Funcional pela UNIB. Membro da comissão de Comunicação da SBAN. Diretora Clínica da Dietnet Nutrição, Saúde e Bem Estar. Autora de 6 livros e 10 e-books de nutrição. Colunista da revista Veja Saúde.